terça-feira, 9 de outubro de 2012

Características do Profissional de Logística


Além do conhecimento técnico em sua área de atuação, o profissional de logística deve ter algumas características adicionais para seu bom desempenho. Já se foi a época na qual o profissional ficava fechado dentro de um armazém, cuidando da captura de dados e lidando com pessoas com pouca formação.
A logística passou a representar um setor estratégico para muitas empresas, as quais estão investindo em uma melhor formação dos profissionais em todos os níveis da cadeia de suprimento.
Neste cenário, posso destacar as seguintes características como essenciais para o crescimento do profissional:

1) Liderança
O l√≠der na log√≠stica passa a ter um papel de protagonista principal na organiza√ß√£o. A cadeia de suprimento abrange, al√©m dos setores internos de uma empresa, fornecedores, clientes e empresas terceirizadas. Nesta situa√ß√£o, o desenvolvimento da lideran√ßa √© essencial para obter resultados da equipe. As equipes podem estar compostas de pessoas de diversos setores, forma√ß√Ķes e empresas, aumentando ainda mais a necessidade de uma lideran√ßa eficiente. Tamb√©m associado √† lideran√ßa est√° o bom relacionamento pessoal. Ao estar em contato com um enorme n√ļmero de profissionais nos diversos pontos da cadeia, consegue-se aumentar a efici√™ncia do trabalho tendo um bom relacionamento profissional com todos.
A liderança exercida deve motivar as equipes a obter mudanças organizacionais que levem a novos patamares de produtividade, custos e agilidade.

2) Visão Estratégica
Os custos logísticos representam cada vez mais um fator estratégico importante para as empresas. A logística já não é um setor operacional, e sim uma caminho para obter um diferencial competitivo nos negócios. O profissional deve se encaixar neste contexto, conhecendo o plano estratégico da organização e os objetivos associados a ele. Os objetivos e metas da logística devem estar alinhados com a estratégia da organização, e o mesmo ocorre com os objetivos individuais de cada profissional.
O profissional que possui uma visão estratégica identificará as oportunidades que sua organização deve aproveitar para alavancar o crescimento, assim como protegerá a empresa de ameaças à atuação eficiente na cadeia de suprimento.

3) Vis√£o Globalizada
O movimento de materiais através de fronteiras cresce exponencialmente há muitos anos. Isto, aliado à velocidade e facilidade da comunicação global, cria novos desafios para o profissional da logística. Saber inglês não é um diferencial, é um requerimento mínimo. Conhecer de outros idiomas, entender e respeitar outras culturas, e acompanhar os acontecimentos mundiais são um diferencial para o desempenho do profissional nas cadeias de suprimento globais.

4) Conhecimento Gerencial e Organizacional
Os processos log√≠sticos est√£o fortemente interligados com diversas outras √°reas da empresa e com os processo da cadeia de suprimento. A otimiza√ß√£o dos processos e a adequa√ß√£o do servi√ßo pela log√≠stica a outros setores s√≥ ocorrer√° com uma vis√£o gerencial e organizacional ampla. Um processo pode parecer √≥timo em uma vis√£o limitada da log√≠stica, mas ao verificar os efeitos na cadeia como um todo, pode-se determinar que as alternativas seriam melhores. O profissional deve investir em um treinamento mais amplo do que apenas quest√Ķes t√©cnicas da log√≠stica, voltado a um conhecimento da organiza√ß√£o com um todo e de ferramentas gerenciais modernas.
Além disso, passam a ser valorizados os profissionais que possuem uma formação em logística, mas tiveram a oportunidade de atuar em setores diferentes, adquirindo assim uma visão mais abrangente da realidade de uma organização.

5) Interesse Tecnológico
A presen√ßa da tecnologia nos processos da cadeia de suprimento est√° cada vez mais forte e tamb√©m se tornou um diferencial competitivo para muitas empresas. Com ela se obt√©m uma produtividade nunca antes imaginada, obtendo a redu√ß√£o de custos, agilidade na movimenta√ß√£o de materiais, e informa√ß√Ķes estrat√©gicas para a organiza√ß√£o. O profissional inserido neste cen√°rio n√£o pode ficar atr√°s da tecnologia. Deve n√£o s√≥ conhecer bem as ferramentas atuais de sua fun√ß√£o, mas tamb√©m conhecer outras op√ß√Ķes e o que est√° sendo desenvolvido para o futuro. Desta forma, poder√° procurar novas formas de usar a tecnologia para melhorar seu desempenho.

Publicado em 20/10/2006 por Luiz de Paiva em Carreira

0 coment√°rios:

Postar um coment√°rio