sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

A Crise Segundo Albert Einstein



A superação, é importante em todos os obstáculos.
O físico alemão Albert Einstein é um grande exemplo de superação. Aos 3 anos de idade apresentava dificuldades em se comunicar. Na primeira tentativa em ingressar na universidade, acabou reprovado. Mesmo sendo aluno acima da média, era considerado mais lento que os colegas de sala na resolução de problemas matemáticos. Dizem até que reprovou na matéria que mais tarde iria consagrá-lo com um prêmio Nobel. Como no livro Pai Rico Pai Pobre, Einstein sofreu influência positiva de um jovem estudante de medicina, o que suscitou no garoto de 10 anos o gosto pela leitura de obras mais elaboradas. Sua mente brilhante não estava somente voltada a cálculos matemáticos, o que pode ser demonstrado em sua opinião a respeito dos momentos de crise:

“Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo, sem ficar superado.”

A superação é importante em todos os obstáculos.

“Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise é a crise da incompetência. O incoveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e as soluções fáceis. Sem crise não há desafios. Sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la.”

Albert Einstein

Por:decheers
Fonte: www.livreiniciativa.wordpress.com

Sobre decheers
Autor: Formado em Economia pela FAE Business School. Meu nome é André Marques a.k.a. Dé Cheers, nasci em 1981. Sou formado em economia pela FAE Business School. Sou torcedor do Sport Club Corinthians Paulista, o Timão. Viciado em Oasis, The Smiths e atualmente ouvindo música índie. Me considero divertido, aventureiro, criativo e mente aberta. Gosto de novidade. Não perco um episódio de LOST, sou capaz de assistir uns 10 em sequência. Comecei a acompanhar HEROES, mas já parei com a droga. No momento ENTOURAGE está no período de experiência. Me chame para ir ao teatro, mas nunca para ver Lago dos Cisnes. Odeio musicais. Durmo no cimena, por isso sou boa companhia, já que não faço comentários durante o filme. Minha empreitada no mundo da Blogosfera com o Livre Iniciativa está voltada a assuntos aleatórios como economia, fotografia, biografias, gastronomia, música, cinema, livros, e o que me der vontade. Sou muito fã do estilo Ruy Castro de escrever. Este é um blog pessoal, que expressa apenas o meu ponto de vista, sobre os diferentes assuntos aqui abordados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário