segunda-feira, 26 de março de 2012

COMO FUNCIONA UMA PLATAFORMA DE PETRÓLEO


Uma plataforma de óleo é uma estrutura flutuante utilizada como parte do processo de perfuração e extração de óleo e gás offshore. A plataforma de petróleo offshore é assim conhecida por ser instalada na costa marítima ou em alto-mar, mas é sempre fixa em um ponto. O objetivo é criar uma base de operações que seja capaz de suportar os equipamentos utilizados na extração, ao mesmo tempo em que proporciona um espaço de trabalho seguro para todos os envolvidos na operação de perfuração. Uma plataforma petrolífera offshore é considerada como uma espécie de sonda.

A construção de uma plataforma de grande porte geralmente envolve a escolhe de materiais e metais, além de outros componentes e equipamentos para criar um espaço de trabalho viável, que sirva como a base para as operações de perfuração e extração que ocorrem no mar. Tipicamente, isto significará a utilização de meios para criar uma plataforma com capacidade de permanecer estável no oceano mesmo sob condições extremas, como mudanças na direção das correntes, tempestades e grandes oscilações nas ondas do mar, bem como de pequenos maremotos que sempre acontecem com o deslocamento das placas tectônicas.

Há inúmeros modelos de projetos aproveitados na construção de uma plataforma offshore em alto-mar. Suportes que são enterrados no fundo do oceano podem ajudar a suportar o peso da plataforma, sem contar o peso dos equipamentos, instalações comuns e peso das pessoas que estarão ocupando a estrutura. O desenho exato usado vai depender muito das condições meteorológicas que são comuns na seção do oceano em que a plataforma reside. A maioria das empresas faz uso de normas específicas em relação ao design da plataforma, levando em questão a conformidade com os regulamentos que estão em vigor.
Enquanto uma plataforma petrolífera é construída para durar por muitos e muitos anos, o projeto irá também frequentemente prever a remoção rápida do equipamento a partir do local onde está instalado. Isto torna possível remover as estruturas para que possam ser facilmente usadas em um novo local de perfuração, ou até mesmo para remover temporariamente seções vitais, no caso de condições meteorológicas adversas, tais como um tufão ou um furacão. A ideia de desconstruir uma plataforma de óleo é cada vez mais comum, pois as empresas perfuradoras procuram encontrar mais formas de cumprir com exigências e preocupações ecológicas.



Infográfico por Manutenção & Suprimentos

0 comentários:

Postar um comentário